Milhares de garimpeiros vão em busca de ametista no interior da Bahia

Milhares de garimpeiros vão em busca de ametista no interior da Bahia



uma aventura em busca de riqueza no meio do nada milhares de pessoas tentam a sorte em uma nova região de garimpo o tesouro que eles buscam em um cristal de cor violeta a ametista nossa equipe foi até lá o sonho de fortuna transformou a vida ea paisagem do sertão da bahia uma serra inteira cheia de pedras brilhantes são ametistas e toneladas delas estão sendo retiradas deste garimpo no interior da bahia já ajuda muito grande milhares de garimpeiros cavam ao mesmo tempo já devo fazer um pé de meia jajá tem muitas centenas as pedras parecem brotar da terra às drogas e aparelhos são tantas que às vezes não é preciso prática e tampouco habilidade para garimpar [Música] orientei metodista estamos em sento sé norte da bahia a cidade de 40 mil habitantes fica às margens do rio são francisco e bem perto da barragem de sobradinho até dois meses atrás a economia daqui se baseava na pesca e no cultivo de cebola [Música] mas a descoberta de um garimpo de ametistas na serra da chapa a cerca de 50 quilômetros da cidade mudou a rotina de sento sé de um dia para o outro pelo menos 8 mil pessoas vieram para cá e aqueceram o comércio local a loja de ferramentas o estoque de picaretas no primeiro dia – nós vendemos uma faixa de 70 picareta um dia e terminou no meio de qualquer roda de conversa na praça lá estão elas as ametistas essas pedras retiradas lá mas o principal comércio dela [Música] o caminho que leva ao garimpo passa por uma estrada de asfalto mal conservada depois de 50 quilômetros entramos em uma estrada de terra são mais ou menos uns dez quilômetros de estrada de terra até o garimpo e o acesso é muito difícil muito complicado em uma estrada cesa e pedras na estrada que foi aberta agora tem muita areia muita poeira pó mesmo isso deixa muita gente pelo caminho [Música] muita poeira animais deus quiser não chega a estrada foi aberta pelos próprios garimpeiros ea toda hora encontramos carros atolados no secular carro atolou aqui o outro aqui na frente fica difícil até de enxergar [Música] a viagem pode ser interrompida a qualquer momento por uma vala ou buraco [Música] a única forma de sair é caminhar pela estrada até encontrar ajuda algo que também se transformou em um negócio por aqui o rapaz que dirigia o trator cobra 40 reais para tirar os carros atolados ele puxa cerca de 50 veículos por dia [Música] depois do resgate seguimos rumo ao carimbo profissional para quem vem de automóvel vai dar para ver já o garimpo lá em cima o ponto principal do pé da serra mais descampados muitas barracas ali em cima e dá pra ouvir também barulho de máquinas trabalhando e aqui embaixo acabou se transformando no estacionamento são centenas de automóveis parados aqui também é acampamento pessoal monta que as barracas aproveito pra descansar é o lugar onde eles do à meia noite como vem muito bem inteiro lá em cima já não tem mais espaço para cavar buraco pessoal tá acabando que mesma hora no estacionamento tentado tudo bem não tem mais lugar para falar aqui é careta para chegar até o pé da serra passamos por uma espécie de vila improvisada jogar aqui é como se fosse avenida do garimpo é um dos pontos mais movimentados e é justamente o caminho que leva à serra aos buracos estão sendo retiradas as pedras e aqui como é o lugar mais movimentado naturalmente surgirão barracas dos dois lados como se fosse mesmo uma avenida com onde se vende de tudo a pedra aparecem em cima o comércio a flora aqui embaixo joão teixeira mora em porto seguro ouviu falar do garimpo e viajou mil e 400 quilômetros para ganhar dinheiro com o comércio feijão arroz açúcar e água mineral entender o chapéu para o povo não se prejudicar luva ou lona tudo o que você pensar em empatar e tentarei me importa nada nada é seu josé hilton foi um dos primeiros a chegar no carinho essas imagens gravadas por um celular mostram ele e um grupo de amigos usando facões para chegar até o lugar onde encontraram as primeiras pedras [Música] josé agora tá rindo à toa tanto engasgado muitos queriam muito a não mais tão bem fhemig graças a deus é o suficiente e da tarde com meio da página de um amigo quem ainda não carrega a felicidade traz muita esperança no olhar eu tenho muita experiência de garimpo e eu já tenho hoje eu passei o dia só rodar não presta atenção muita pergunta muita mesmo a medida é uma pedras semi-preciosas muito usada como peça decorativa a beleza eo valor acessível fazem com que ela também seja usada em jóias geralmente e peças feitas com o ouro quanto vale uma pedra da fifa as primeiras pedras foram encontradas no topo da serra e é pra lá que todo mundo bairro aqui é o começo é o pé da serra que leva até lá em cima os primeiros buracos que foram escavados aqui tem gente subindo chegando essa madeira é pra fazer o que me ensina aqui pra gente fazer a caixa é a proteção do buraco que a proteção do buraco não cair à série b e tem que levar nas costas acho que ele tem tudo aqui a subir à efe na perna mesmo como o garimpo é novo ainda não há qualquer tipo de regulamentação basta chegar e cavaco difícil é encontrar espaço para isso o que impressiona aqui é a quantidade de buracos abertos na serra lançar todo lado que se olha tem um buraco cada metro é disputado aqui quem chegou primeiro se deu bem [Música] ele é cabeleireiro e chegou na serra dois dias depois que o garimpo foi descoberto tirou os é uma melhor é uma melhora mais faca uma pedra com essa qualidade que custa quanto essa pedra que com essa qualidade ela vale dos cenários dessa pedra aí ela vai sair aí na faixa de mim e dormiu e quando as pedras começam a aparecer em um determinado ponto os garimpeiros passam dias e noites na serra sem medir esforços no topo da serra não tem fontes de água então pra matar a sede única maneira é dessa forma que a gente pegar lá embaixo trazendo as costas sem tomar banho então a cada 34 em descer e pegar água para tomar banho hoje é dia de hoje de banho e um dia de alegria alegria que esta na cara de luciana ela é garimpeira e comanda o trabalho deste grupo um pouco mais de duas horas o resultado aqui na feira some luciana trabalha com a irmã lucilene que mudam da noite pro dia no garimpo das chapas existe um vocabulário que só os garimpeiros conhecem cada pedra é identificada com um nome diferente as ametistas mais valorizadas são chamadas de peão ele lembra mesmo um peão né depois do peão bem as pedras de segunda categoria segundo o segundo é chefe a isca e depois da da ré que vem a escola que é o que joga só olha o reco é a terra descartada pelos garimpeiros depois que eles retiram as ametistas mais valiosas este grupo de mulheres garimpo algumas pedras no reto é uma aventura é verde lá e até vende lá ea gente acata as fábricas aí vai a vai à abertura né dona cleuza é viúva e não conseguiu se aposentar desempregada procura nas obras de terra pedras que possam fazer a diferença e às vezes a gente faz sempre faz 250 né é um gel pois às vezes não falar nada o mês atrás de tal estava internado que de um começo de abc se recuperou e antes mesmo de terminar o tratamento foi direto para o garimpo só que o tratamento é um sofrimento [Risadas] vital ainda não encontrou uma metida sequer mas não desisti o dia inteiro avante que tal faz parte da maioria no garimpo da quixaba pessoas que chegaram com muito pouco na bagagem esta é uma cena muito comum aqui no garimpo são buracos com um às vezes dois metros de profundidades que parecem abandonados na verdade esses buracos revelam um pouco do perfil da maioria dos que chegam apenas com pás e picaretas começam quando batem na rocha são obrigados a parar mas 90 por cento não tem não tem nada é só enxada um picareta e não vai os buracos ficam demarcados garimpeiro só volta a acabar quando encontra um sócio que não falta do pai de uma das mais produtivas da serra no lugar onde estava na flor da serra [Música] valdir confirma o pai dele já tirou muita ametista daqui aqui com um dono de nove cortes no serviço onde quatro já estão produzindo bem e um só deles já tirou mais de uma tonelada de iatismo chegamos a uma mina no exato momento onde o garimpeiro encontrou ametistas essa é uma menina com mais ou menos sete metros de profundidade tem um grupo inteiro batendo lê ea gente vai descer porque ele chegou no ponto exato onde estão as ametistas a gente vai descer um pouquinho só para mostrar esse trabalho agora como o garimpeiro tirar metisa a ltda além da parede da mina de cuidado aqui lá embaixo o garimpeiro chamado cirilo avisa acaba de encontrar mais ametistas poder ser isso a gente vê nos pés como é que essa pedra pega empada aqui embaixo na minha ele mostra as pedras semi preciosas na parede de terra que ele chama de prisão tudo isso aqui olha é um filão começa a emitir uma besta ela uma mais bonita que a outra são milhares de pedras que parecem brotar da terra até que nunca ganha em couro consegue tirar uma medida global quando você olha e gritei mediatismo eu voltei aqui foi em santa teresa só lhe retira um anô ferramenta aqui na na parede tudo exame físico só que pequenas passou uma pedra que encanta tamanho que beleza é uma pedra é muito especial porque ela ela saia cinza terra olha parece que já vem lá blindado já vem pronta pronta para lapidação final como a feita por elson que ela pi dário em sento sé ele está surpreso com a qualidade das ametistas ela tem uma tonalidade escura a tonalidade escura dela é melhor para lapidação essa daqui dá para fazer duas pedras dessa qualidade e quantidade eles grey mostra os 500 quilos de pedras que conseguiu em três dias de garimpo a saída foi deus a itabom muitos garimpeiros descem a montanha com sacos cheios de ametistas no pé da serra são aguardados por clientes anciosos entre eles existem até compradores estrangeiros principalmente chineses e indianos no exterior as ametistas brasileiras são muito valorizadas o perdão é representante de um comprador chinês que tem hoje na cidade chinesa na verdade são todos concorrente que tiver um preço melhor é comprar mais pedras na serra da quixaba o garimpo parece interminável mas por enquanto ainda não está legalizado fiscais do dnpm departamento nacional de produção mineral já estiveram no garimpo ea regulamentação deve ser feita nas próximas semanas enquanto isso os garimpeiros continuam chegando enfrentando o pó da estrada acabando cada vez mais fundo em busca da cor lilás o brilho que pode transformar a vida de um garimpeiro [Música] a chuva

About the Author

49 thoughts on “Milhares de garimpeiros vão em busca de ametista no interior da Bahia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *